Santa Catarina:
(47) 3028-6868

Controle de Pragas em Fábricas: conheça os principais tratamentos

Saiba quais são os métodos para o controle de pragas em fábricas

Controle de Pragas em Fábricas conheça os principais tratamentos | Joinville

O controle de pragas em fábricas pode ser realizado com diversos tipos de métodos. A recomendação do técnico responsável vai depender de alguns fatores como localização, espécie e nível da infestação. É essencial que haja uma inspeção inicial para indicação do melhor tratamento.

Há componentes químicos de controle de pragas em fábricas em gel, líquido, pó, gás, isca, entre outros. É possível também não utilizar nenhum tipo de elemento tóxico, se o local for sensível para esse tipo de tratamento. Armadilhas luminosas e placas de cola funcionam para esse objetivo.

Portanto, quando há a necessidade de uma intervenção como o controle de pragas em fábricas, é possível escolher junto ao técnico responsável qual é a melhor forma de lidar com o problema. É importante que o tratamento não atrapalhe a rotina da sua empresa, apenas em casos extremos.

Conheça os tratamentos mais utilizados no controle de pragas em fábricas

1. Inseticida em pó

Esse tipo de componente é polvilhado no controle de pragas em fábricas nos locais de passagem dos insetos. Possui alto poder residual e é imbatível para causar intoxicação nas pragas urbanas. Não há necessidade de sair do local para a aplicação.

2. Inseticida em gel

O inseticida com essa textura é um dos queridinhos, já que é prático, não tem cor e nem cheiro. São aplicadas gotas nos locais de movimentação dos animais. É um recurso de controle de pragas em fábricas bem discreto.

3. Inseticida líquido

O inseticida líquido é um método mais tradicional. Dependendo do local da aplicação, é necessário que o espaço fique em quarentena por alguns minutos ou horas. Após a secagem, o método é inofensivo.

4. Iscagem

Já o método de iscas é usado no controle de pragas em fábricas quando há a necessidade de lidar com cupins ou roedores. O princípio ativo da iscagem são diferentes para essas duas pragas. O componente químico é levado para a colônia ou o ninho e provoca a intoxicação dos membros.

5. Armadilhas

Por fim, as armadilhas são últimos recursos para tratar de ambientes que possuem rígidas normas em relação a tratamentos químicos. Exemplos deste tratamento são armadilhas luminosas (para insetos voadores) e placas de cola (para animais rastejantes).

Solicite orçamento para o controle de pragas em fábricas

A Dedetizadora Joinville possui mais de 20 anos de experiência em controle de pragas e vetores em Santa Catarina. Nossa equipe é qualificada e treinada para oferecer serviços de excelência, inclusive, participando do “Programa de Proteção Bayer”. Entre em contato conosco e solicite um orçamento!

[kkstarratings]