Santa Catarina:
(47) 3028-6868
Baratas - Dedetização e Controle de Baratas

BARATAS

Baratas - Dedetização e Controle de Barata

Apesar de sua importância para o ecossistema, baratas são repulsivas e causam infestações perigosas

As baratas são uns dos insetos mais tenazes e resistentes do planeta. Quando você ouve falar que são pré-históricas, pode acreditar! Desde a época dos dinossauros elas colonizaram todos os ambientes habitáveis que puderam encontrar.

Como tudo na natureza, as baratas desempenham um papel importante de reciclagem. Um dado importante é que de milhares de espécies existentes, apenas 30 são consideradas pragas urbanas.

Como são altamente adaptáveis, elas encontraram os 4 A’s necessários para sua sobrevivência nas cidades: acesso, água, abrigo e alimento. Se alimentam basicamente de qualquer lixo orgânico que encontram, como restos de comida, plantas murchas, animais em decomposição, etc. Melhor parar por aqui, pois a lista é longa e nem um pouco atraente!

Assim, nos centros urbanos, as baratas sempre tiveram a fama de repulsivas, pois habitam esgotos e outros ambientes insalubres. Todo mundo sabe que as baratas convivem com lixo e transmitem doenças, por isso são perigosas. Quando você avista apenas uma em sua casa é uma correria para eliminá-la, pois ninguém quer correr o risco dela ficar passeando livremente.

Agora, imagine o perigo que uma infestação de baratas representa?

Biologia da Barata

Como você leu acima, apenas algumas espécies de barata são consideradas pragas urbanas. As mais comuns no Brasil são:

AS ESPÉCIES DE BARATAS
MAIS COMUNS NO BRASIL SÃO:

Barata de esgoto ou americana

A barata de esgoto, como o próprio nome diz, é encontrada em galerias de esgoto, lixos, caixas de gorduras e outros locais similares. São grande e possuem asas, sendo conhecidas também como baratas voadoras.

Tamanho: 5 cm de comprimento
Cor: corpo marrom e cabeça amarelada
Reino: Animalia
Ordem: Blattaria
Classe: Insecta
Espécie: Periplaneta americana
Família: Blattidae
Filo: Arthropoda

DIETA: Possui hábitos alimentares diversos, porém possui nutrientes ricos em açúcar, gordura e amido. Outras fontes de alimento são celuloses, excrementos, insetos e sangue.

HABITAT: Tubulações, encanamentos, galerias de esgoto, caixas de gordura.

IMPACTO: É vetor mecânico de microrganismos que causam doenças gastrointestinais, podendo contaminar os alimentos.

PREVENÇÃO: Limpeza do ambiente, vedação do lixo, proteção em ralos e tubulações, telas em janelas, descarte de objetos não utilizados em casa ou no trabalho. Deve-se evitar o acesso, alimento e abrigo.

Barata francesinha ou alemã

A barata francesinha localiza-se em restaurantes e locais de processamento de alimento. Possui uma capacidade de adaptação incrível, por esse motivo, pode não ser fácil seu controle. Inseticidas não são páreos para as baratas, que já não sucumbem com esse tipo de produto químico. Possui hábitos noturnos e pode ser vista no final de tarde procurando por comida.

Tamanho: 1 a 5 cm de comprimento
Cor: castanho-clara com 2 faixas escuras
Reino: Animalia
Ordem: Blattodea
Classe: Insecta
Espécie: Blatella germanica
Família: Blatterllidae
Filo: Arthropoda

DIETA: É atraída por proteínas, açúcar, amido e gordura. Se não há alimento, podem se alimentar de objetos encontrados no ambiente como sabão e cola. Em casos extremos podem ter comportamento canibal, se alimentando de sua própria espécie.

HABITAT: Cozinhas e banheiros, geralmente locais quentes e úmidos.

IMPACTO: Como a barata americana, a barata francesinha também é vetor mecânico de microrganismos como bactérias, fungos, parasitas, vírus e outros que causam doenças que possuem sintomas como diarreia, vômito, dor abdominal.

PREVENÇÃO: Manter alimentos guardados e bem vedados, embalar bem o lixo, evitar deixar acessos com áreas externas abertos, limpar equipamentos que preparam comida e filtros como a caixa de gordura periodicamente.

Barata nua

Essa barata se abriga em locais escuros e úmidos. Tem a capacidade de adaptação e locomoção menor do que as outras espécies de baratas. É encontrada também em locais que possuem resíduos orgânicos em decomposição.

Tamanho: 2 a 2,7 cm de comprimento
Cor: marrom escura
Reino: Animalia
Ordem: Blattaria
Classe: Insecta
Espécie: Blatta orientalis
Família: Blattidae
Filo: Arthropoda

DIETA: Essa espécie de barata se nutre de resíduos orgânicos em decomposição.

HABITAT: É comumente entrada em lixeiras e ruas.

IMPACTO: A barata nua é vetor mecânico de doenças gastrointestinais que afetam os seres humanos.

PREVENÇÃO: Evitar acesso e meios de alimentação para a barata, proteção de ralos e tubulações, encobrir os acessos como frestas e buracos.

Ciclo de vida das baratas

As baratas têm um ciclo de vida básico que envolve três estágios: ovos, ninfas e adultas. As fêmeas adultas colocam até 45 ovos ao mesmo tempo, que são encapsulados em sua ooteca, uma espécie de depósito em forma de feijão que fica presa a seu corpo. Os ovos eclodirão entre 2-7 semanas, dependendo da espécie de barata, e ninfas irão surgir.

Para as ninfas virarem adultas leva de 2 a 18 meses, dependendo da espécie e temperatura do ambiente. A partir daí estão prontas para acasalar e produzir ovos.

Infestação de baratas – perigo real e imediato!

Quando você avista uma barata as chances são grandes de haver mais dentro de sua residência, estabelecimento, escritório ou arredores. Como uma fêmea da barata francesinha pode produzir até 45 ovos e em poucas semanas repetir o processo, dá para imaginar o problemão que você tem em mãos.

Ao longo de 1 ano nascem 30 mil ninfas de apenas uma francesinha, isso sem contar nas adultas que começarão a se reproduzir também. Se estiverem em um ambiente seguro, com alimento, em poucos anos serão milhões!

Outras espécies reproduzem menos, mas conseguem dar origem a 600, 800 ninfas por ano. Embora nem chegue perto da reprodução da francesinha, não é um número desprezível. Você gostaria de descobrir que está convivendo com milhares de baratas?

Como assim? Elas mordem?

Quando as infestações de barata são muito graves e elas ficam sem alimento, tentarão comer carne, incluindo carne humana. Vão atrás das pontas dos dedos e das unhas, além dos nossos cílios! Em embarcações marítimas com infestação, marinheiros relataram que as baratas eram tão numerosas que tinham que usar luvas para impedir que mordessem suas mãos.

As mordidas de barata não contêm ve